Página inicialMeio AmbienteMais uma perereca para a coleção

Mais uma perereca para a coleção

Perereca

A identificação de novas espécies de anfíbios tem se tornado frequente nos últimos anos. E a descoberta mais recente vem do sul da Bahia. Conforme divulgação da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, a perereca Phyllodytes amadoi, tem 2cm de comprimento e vive entre as bromélias da Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Ararauna, no município de Una, na Bahia. Identificada em 2015 pela equipe do pesquisador Mirco Solé, da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), ela foi reconhecida no ano passado – com o nome que é uma homenagem ao escritor baiano de Jorge Amado, um conhecido admirador de sapos e pererecas. O Brasil está os líderes em anfíbios, com mais de mil espécies segundo o ICMBio. O canto mais agudo diferencia a Phyllodytes amadoi das outras da família, além do focinho arredondado e de uma listra que vai dos olhos aos flancos.

Registro fotográfico feto durante os estudos para identificação da espécie pelo professor Mirco Solé.

Registro fotográfico feito durante os estudos para identificação da nova espécie pelo professor Mirco Solé.

imagem_release_1173141

A perereca Phyllodytes amadoi se distingue pelo pequeno tamanho, canto agudo, focinho arredondado e uma listra que vai dos olhos aos flancos. Foto Mirco Solé

Sem comentários